Quanto custa o processo para se tornar Enfermeiro nos Estados Unidos

Confira os processos necessários para se tornar Enfermeiro atuante nos EUA e os custos envolvidos para a realização desse sonho.

21 · fevereiro · 2019   |  em Enfermagem, Mercado

Muitas pessoas têm o sonho americano de ir morar nos Estados Unidos.

Melhor qualidade de vida, condições de trabalho e o dólar sempre em alta são alguns dos motivos para isso.

Para quem é enfermeiro, as oportunidades são ainda maiores já que há um mercado promissor para a profissão lá fora. Porém, saiba que você terá que lidar com um processo burocrático, um pouco complexo e que tem um custo.

Esse custo pode ser ainda maior se você não tem a orientação correta. Você pode pagar taxas de forma desnecessária e perder muito tempo indo a lugares que não precisa.

Se você é enfermeiro e deseja trabalhar nos EUA, precisa se programar financeiramente para passar por esse processo.

Os profissionais acabam não pensando tanto nesses custos e se assustam quando começam a pesquisar.

Para ajudá-lo a manter as suas finanças em equilíbrio sem deixar o seu sonho de lado, listamos abaixo as principais etapas que demandam planejamento financeiro (em dólares) mas que é totalmente viável visto que o processo pode durar de 1 a 2 anos para se tornar um enfermeiro nos EUA!

Exame de proficiência

Você já deve ter ouvido falar nos exames de proficiência em inglês como o Toefl (Test Of English as a Foreign Language).

As provas de proficiência no inglês são requeridas no processo de validação/licenciamento e de imigração. O inglês é fundamental para exercer a profissão no país, então será necessário ter um nível avançado no idioma que é avaliado durante o exame de proficiência.

O Toefl por exemplo, avalia a compreensão de texto e compreensão oral, além das habilidades de conversação e redação.

A taxa que você terá que pagar para realizar o TOEFL é de US$ 215. Além dessa taxa, você pode precisar pagar outras em caso, por exemplo, de reagendamento e outros procedimentos necessários.

Validação do diploma e licença profissional

O seu diploma está licenciado para que você exerça a profissão no Brasil, portanto, é necessário passar por um processo para que seja possível trabalhar nos EUA sem precisar cursar uma graduação no país.

Assim, a validação do seu diploma e credenciais profissionais devem ser realizadas e isso pode ser feito por instituições como Commission on Graduates of Foreign Nursing School (CGFNS International).

Essa validação é necessária para que o órgão dos EUA tenha a certeza de que o seu documento é verdadeiro e que, de fato, você é graduado em enfermagem.

Com o CGFNS você terá que arcar com um custo aproximado de US$ 350. Esse é o valor cobrado pela instituição e a validação feita por ela é aceita no Board da Georgia por exemplo onde a ACP tem as vagas para enfermeiros.

Além desses documentos e custos, ainda há um outro que é a da Tradução Juramentada. Esse valor dependerá de acordo com o tradutor que for escolhido, podendo variar bastante de US$ 70 - 250.

Submissão da documentação para o Board da Georgia e autorização para o NCLEX

A próxima etapa consiste da aplicação para licença de enfermeiro no Board da Georgia.

Para receber a licença o enfermeiro terá que passar por uma prova de conhecimentos na área, o exame NLCEx.

Antes de realizar o exame, você precisará de uma autorização para fazê-lo a qual é chamada de ATT (autorização para testar).

Para isso, você deverá enviar os documentos requeridos pelo órgão regulador (BON/RB) também conhecido como Board, sendo que cada Estado tem o seu Board e seus requisitos. A taxa cobrada no caso do Board da Georgia é cerca de $40 e o mais indicado é começar o registro bem antes de fazer o exame, pois o processo pode ser demorado.

Exame NCLEX

O NCLEX tem como objeto avaliar se o profissional tem os conhecimentos necessários para atuar como enfermeiro no país.

A taxa deste exame gira em torno de US$ 200, e dos cursos preparatórios entre US$ 50 e US$ 150. Atualmente é possível fazer o exame no Brasil.

Processo imigratório e Sponsor

Para realizar essa etapa, será necessário entrar em contato com um escritório de advocacia especializado na questão.

Além disso, precisará entrar em contato com uma empresa americana responsável por contratar profissionais brasileiros — conhecida por Sponsor — para trabalhar no país.

Nesse caso, a ACP é a única sponsor nos EUA onde a fundadora é uma brasileira e você faz todo seu processo tendo suporte em português e inglês.

A ACP atua empregando e recrutando enfermeiros brasileiros, além de ter uma consultoria com representantes brasileiros que você pode contratar para te guiar por todas as etapas.

Os custos da etapa imigratória são os mais elevados.

A consultoria em uma agência de advocacia pode ficar entre $2.000 e $10.000 dolares, as taxas do processo imigratório para green card ficam em torno de $2.700 dólares e ainda tem o Visa Screen com valor de $540.

Assim, apenas o valor total dessa etapa pode chegar a $13.500 dólares.

Parte deste valor pode ser facilitado caso você decida buscar por uma empresa que além de atuar como seu sponsor também ofereça auxílio no pagamento de taxas imigratórias.


comments powered by Disqus